Regras de Uso da Infra-Estrutura Informática no DEEI


Introdução

Este documento serve para apresentar e clarificar as regras de uso que regem os sistemas informáticos disponibilizados pelo DEEI, para facilitar e promover o uso da Infra-Estrutura Informática no DEEI para o benefício mútuo de todos os membros da comunidade escolar, no interesse da operação eficaz e segura dos seus computadores e sistemas de informação .

O DEEI considera que toda a violação de princípios ou recomendações é uma ofensa séria e reserva-se o direito a copiar e examinar qualquer informação residente nos seus sistemas relacionada com alegado uso inaceitável, bem como a proteger a sua rede dos sistemas e dos eventos que ameacem ou degradem operações.  Os violadores são sujeitos a acção disciplinar. 

 

Regras

1.     Uso ético de recursos informáticos no DEEI 1

1.1.      Não violar as intenções de uso dos serviços disponibilizados. 1

1.2.      Não permitir que alguém tome posse das suas credenciais de autenticação, como palavras-chave, etc. 1

1.3.      Não violar a privacidade dos outros utilizadores. 2

1.4.      Não copiar ou utilizar ilegalmente material sujeito a direitos de autor, como software, musica, filmes, etc. 2

1.5.      Não utilizar nenhum dos serviços disponibilizados para perturbar outros indivíduos. 2

1.6.      Proteger o equipamento disponibilizado, não comendo, bebendo ou trazendo comida e líquidos para o local. 2

1.7.      Não desligar e/ou movimentar qualquer tipo de equipamento. 2

1.8.      Não reconfigurar o hardware dos computadores. 2

1.9.      Não violar as prioridades de utilização dos serviços, nomeadamente workstations, impressoras, etc. 2

1.10.        Não sobrecarregar os servidores centrais. 2

1.11.        A manutenção das regras de ética é da responsabilidade de todos. 2

2.     Uso da rede do DEEI 3

2.1.      O acesso à rede é limitado a estudantes, funcionários, administradores e outros mediante aprovação. 3

2.2.      O uso da rede não deve por em causa os direitos dos restantes elementos do DEEI. 3

2.3.      O DEEI reserva-se o direito de monitorar a rede. 3

2.4.      A rede não deve ser utilizada para ler o e-mail de outros utilizadores. 3

2.5.      A FCT pode fornecer políticas adicionais. Error! Bookmark not defined.

3.     Uso da Internet 3

3.1.      Todas as páginas da Internet devem obedecer às políticas oficiais. 3

3.2.      O uso do correio electrónico obedece aos princípios de uso ético de recursos e da rede. 3

 

1.        Uso ético de recursos informáticos no DEEI  

O acesso aos sistemas informáticos e às redes que o DEEI possui ou opera impõe responsabilidades e obrigações e, por isso, envolve restrições ao uso de recursos partilhados.  O uso aceitável é sempre ético, reflecte a honestidade académica e demonstra o respeito pela propriedade intelectual, pela posse dos dados, pelos mecanismos de segurança dos sistemas e pelos direitos individuais à privacidade.  É de esperar que todos os utilizadores de recursos informáticos do DEEI se familiarizem com e sigam estas orientações. 

1.1.     Não violar as intenções de uso dos serviços disponibilizados.

Nenhum sistema informático do DEEI pode ser usado para finalidades não éticas ou ilegais por natureza, ou que violem o espírito das leis portuguesas.

Nenhum sistema informático do DEEI pode ser usado para finalidades não académicas ou que entrem em conflito com a missão do DEEI, tais como a promoção de causas de política partidária ou a transferência ou armazenamento de material que contenha referências obscenas ou pornográficas.

Nenhum sistema informático do DEEI pode ser usado para fins comerciais, incluindo a condução de uma empresa pessoal usando recursos do DEEI ou o nome do DEEI. Tais usos proibidos abrangem, mas não são limitados a, desenvolvimento de programas, processamento de dados ou preparação e apresentação de material publicitário.

Nenhum sistema informático do DEEI pode ser usado para fins que não os directamente ligados à actividade curricular. Nomeadamente, jogos e afins.

1.2.     Não permitir que alguém tome posse das suas credenciais de autenticação, como palavras-chave, etc.

O uso dos recursos informáticos do DEEI por indivíduos requer a permissão do administrador de sistema local e, se necessário, do administrador da rede do campus UALG.

Não é ético usar os mecanismos de acesso atribuídos a outra pessoa para finalidades sem a sua aprovação e conhecimento específico e sem a aprovação do supervisor imediato.

Cada utilizador é responsável por todas as matérias relacionadas com o uso apropriado dos mecanismos de acesso aos computadores centrais ou à rede, o que inclui a escolha de senhas seguras.  As senhas seguras devem ter oito ou mais caracteres de comprimento, devem ser "palavras" não existentes no dicionário, devem ser mudadas regularmente e devem, se possível, conter caracteres especiais.  Todos os utilizadores devem estar cientes que os administradores de sistemas do DEEI fazem verificações periódicas da conduta de segurança, incluindo a verificação da senha, quando apropriado.  A todo o utilizador a quem seja encontrada uma senha fácil será requerido escolher uma senha segura durante a sequência seguinte de início de uma sessão.

1.3.     Não violar a privacidade dos outros utilizadores.

Não é ético que estudantes procurem ganhar acesso a computadores ou sistemas confidenciais que não lhes estejam atribuídos ou que usem meios do DEEI como um veículo para ganhar acesso não autorizado a outros sistemas dentro ou fora do campus.

1.4.     Não copiar ou utilizar ilegalmente material sujeito a direitos de autor, como software, musica, filmes, etc.

Os computadores ligados à rede do DEEI devem ter apenas software e documentos devidamente licenciados.

1.5.     Não utilizar nenhum dos serviços disponibilizados para perturbar outros indivíduos.

Não é ética a conduta imprópria ou perturbadora nos laboratórios de computadores.

1.6.     Proteger o equipamento disponibilizado, não comendo, bebendo ou trazendo comida e líquidos para o local.

Evitar comer ou beber nos laboratórios do DEEI.

1.7.     Não desligar e/ou movimentar qualquer tipo de equipamento.

Em especial, não retirar o cabo da rede.

1.8.     Não reconfigurar o hardware dos computadores.

Não é permitida a abertura dos computadores do DEEI e modificações no seu hardware.

1.9.     Não violar as prioridades de utilização dos serviços, nomeadamente workstations, impressoras, etc.

As impressoras públicas partilhadas não devem ser utilizadas para imprimir documentos muito longos ou que demorem demasiado tempo a imprimir. Se o tiver que fazer, deve partir o documento em secções e imprimi-las uma de cada vez.

As impressoras públicas partilhadas não devem, ainda, ser utilizadas para imprimir mais de que uma cópia de um documento. Se quiser obter mais do que uma cópia de um documento, utilize as fotocopiadoras.

1.10. Não sobrecarregar os servidores centrais.

Muitos utilizadores usam os sistemas do DEEI para o trabalho diário.  Não é ético obstruir o trabalho de terceiros consumindo quantidades exageradas de recursos de sistema partilhados (disco, processador, largura de banda, ...).

1.11. A manutenção das regras de ética é da responsabilidade de todos.

Os administradores autorizados do DEEI podem suspender ou remover o acesso à rede ou computadores do DEEI quando necessário para proteger a integridade dos sistemas informáticos ou para observar utilizadores suspeitos de uso não autorizado. 

Todo o utilizador que encontrar uma possível quebra de segurança em qualquer sistema informático do DEEI deve relatá-la ao administrador de sistema local.  Não deve tentar usar o sistema sob estas circunstâncias até que o administrador de sistema investigue o problema.

Todo o utilizador que se tornar ciente do uso não ético ou proíbido de recursos informáticos do DEEI deve notificar o administrador de sistemas.

As violações de uso ético dos computadores do DEEI podem conduzir à suspensão da(s) conta(s) do utilizador e a inquérito disciplinar.

2.        Uso da rede do DEEI

2.1.     O acesso à rede é limitado a estudantes, docentes  e outros mediante aprovação.

O acesso à rede é facultado a estudantes, docentes, funcionários, administradores e outros mediante aprovação.  O acesso carrega as responsabilidades inerentes ao uso de todo o recurso do DEEI e pode ser revogado em qualquer altura em que se verifique emprego inadequado.  Em particular, a violação das políticas do uso da rede no DEEI pode conduzir à suspensão da(s) conta(s) do utilizador e ser passível de inquérito disciplinar.

2.2.     O uso da rede não deve por em causa os direitos dos restantes elementos do DEEI.

O uso da rede por estudantes, docentes ou outros aprovados excluirá todas as práticas que levem a diminuir o rendimento do trabalho ou do estudo de outro utilizador ou que de algum modo interfiram com o uso satisfatório da rede por terceiros. 

2.3.     O DEEI reserva-se o direito de monitorar a rede.

O acesso à Internet é um privilégio disponível através da rede para os estudantes, docentes e outros utilizadores aprovados.  O uso do privilégio do acesso à Internet pode ser monitorado. 

2.4.     A rede não deve ser utilizada para ler o e-mail de outros utilizadores.

Pode ser necessária uma senha para alcançar algumas funções da rede, nomeadamente o serviço de correio electrónico.  O utilizador é responsável por manter a segurança da sua senha.  As tentativas de ler o correio electrónico de outra pessoa serão passíveis de inquérito disciplinar. 

3.        Uso da Internet

 

3.1.     Todas as páginas da Internet devem obedecer às políticas oficiais.

Todo o material colocado em páginas da Internet deve obedecer às políticas oficiais do DEEI, tais como a responsabilidade académica, a propriedade intelectual, o direito à privacidade, à actividade política (não partidária), etc. O conteúdo de todas as páginas da Internet deverá ser consistente com os interesses e a missão do DEEI.

3.2.     O uso do correio electrónico obedece aos princípios de uso ético de recursos e da rede.

O correio electrónico é um meio de comunicação primariamente destinado a facilitar os processos académicos, administrativos e de gestão no DEEI.  O seu uso obedece aos princípios de uso ético de recursos e da rede.

Está proibida a emissão de envios maciços ("spamming").  Não é permitido o uso de sistemas informáticos do DEEI para emitir mensagens em cadeia (chain letters) ou outras mensagens de incómodo ou assédio. 

 

 

 

DEEI-FCT
Última revisão:  07/09/2006